Ansiedade, Artigos

Ansiedade e o preconceito

Embora ainda haja um tabu muito grande e antiquado sobre pessoas que convivem com a ansiedade,  sabe-se hoje que a grande maioria das pessoas, por meio do tratamento adequado, pode levar uma vida plena e saudável. Para tanto, é preciso reconhecer e aceitar a sua condição e buscar  tanto o melhor tratamento quanto os melhores hábitos para tornar o dia a dia cada vez mais leve.

O indivíduo que experimenta o transtorno de ansiedade não é necessariamente uma pessoa fraca, como muitos creem. Sendo assim, as pessoas que o cercam e lhe querem bem, devem entendê-la e ajudar no sentido de “estender a mão”. “Como posso ajudar?”, “o que eu fazer ou dizer para te dar suporte?”, são frases que ajudam a amenizar uma crise de ansiedade, por exemplo. É interessante nesse momento usar a orientação do próprio indivíduo para ajudá-lo e não supor o que elas podem querer de você.